Archive for junho, 2011

Lançamento de livro: Prof. Vander Casaqui

terça-feira, junho 28th, 2011

 “TRABALHO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA: história, formação profissional, comunicação e imaginário”

PROGRAMAÇÃO GERAL do II Pró-Pesq

30 de junho de 2011

Sala Congregação, ECA/USP/ Prédio Principal 1º andar

8h – Credenciamento
9h30 – Abertura
10h – Conferência -  A pesquisa em publicidade tendências contemporâneas: “Publicidad como indústria cultural”.   Prof. Dr. Juan Benavides, Universidad Complutense de Madrid. Mediação Prof. Dr. Pedro Hellín, Universidad de Murcia, Espanha
11h – Coffee break – Sala CTA
11h15 – Debates
12h – Almoço
14h – Conferência  – Antropologia,  publicidade e Consumo – Prof. Dr. Everardo Rocha e Profa. Dra. Cláudia Pereira, ambos da PUC-Rio. Mediação Prof. Dr. Vander Casaqui – ESPM, São Paulo 14h45 – Debates
15h30 – Coffee Break com Lançamento de livro. Sala CTA
16h30 – Reunião da ABP2
17h30 – Encerramento

No dia 30/06/2011, durante a programação do II Pró-Pesq, na ECA-USP, será lançado o livro “Trabalho em publicidade e propaganda: história, formação profissional, comunicação e imaginário” (Editora Atlas), organizado pelo professor Vander Casaqui, do PPGCOM-ESPM, juntamente com Manolita Correia Lima (Docente do Mestrado em Gestão Internacional – ESPM) e Viviane Riegel (mestre pelo PPGCOM-ESPM), e que conta com a colaboração de João Anzanello Carrascoza (docente PPGCOM-ESPM), Roseli Aparecida Figaro Paulino (ECA-USP) e Fernanda Elouise Budag (PPGCOM-ESPM), além do prefácio do publicitário Ruy Lindenberg. Abaixo estão o sumário e uma sinopse da obra.

 

Capa do livro: Trabalho em Publicidade e Propaganda Capa do livro: Trabalho em Publicidade e Propaganda

CASAQUI, Vander; LIMA, Manolita Correia; RIEGEL, Viviane (orgs.). TRABALHO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA: história, formação profissional, comunicação e imaginário (São Paulo: Atlas, 2011)

SUMÁRIO

Prefácio
Apresentação: veredas de uma obra coletiva
Cap. 1: E o vento mudou… as transformações do trabalho publicitário (João Anzanello Carrascoza), 1
Cap.2: Publicidade imaginada: a visão dos estudantes sobre o mundo do trabalho publicitário (Vander Casaqui, Viviane Riegel, Fernanda Elouise Budag), 31
Cap.3: Perfil sociocultural dos comunicadores: conhecendo quem produz a informação publicitária (Roseli Aparecida Figaro Paulino), 75
Cap. 4: A (In)Competência Diplomada (Manolita Correia Lima), 111
Anexo – Lei no 4.680, de 18 de junho de 1965, 177
Nota sobre os colaboradores, 181

SINOPSE

O trabalho publicitário tem importância incontestável em nosso tempo. Vivemos em uma sociedade de consumo, e os discursos que revestem as mercadorias são ofertados a nós, consumidores-cidadãos, a todo momento. A esfera de produção desses discursos envolve uma série de questões que a transcende: trabalhar com publicidade é estar em contato com o uso da linguagem, com as complexas relações entre produção e consumo, com as precariedades e o imaginário do mundo do trabalho. Nesta obra, o leitor tem contato com pesquisas que abrem novas perspectivas em relação a esse universo.
O primeiro capítulo, desenvolvido por João Anzanello Carrascoza, apresenta de forma poética uma perspectiva histórica sobre o fazer publicitário, em que vemos as transformações da atividade através dos tempos, em compasso com as mudanças da sociedade até a consolidação da sociedade de consumo em que vivemos. No capítulo seguinte, Vander Casaqui, Viviane Riegel e Fernanda Budag reúnem resultados de pesquisa realizada com estudantes publicitários, que permitem mapear o que está envolvido nas escolhas da profissão: consumo, entretenimento, diversão, mas também obstáculos, dificuldades, privações.
O mundo do trabalho contemporâneo e seus desafios emergem das vozes dos jovens que se capacitam para a inserção no mercado profissional. Um retrato da profissão é elaborado com base na pesquisa de Roseli Figaro, realizada com publicitários já inseridos no mercado. Revelam-se os problemas, os questionamentos, as condições e obstáculos enfrentados, e também as expectativas e opiniões dos comunicadores.
Por fim, a formação profissional e a regulamentação da atividade publicitária são colocadas em pauta pela investigação de Manolita Correia Lima, que põe em discussão questões polêmicas e bastante atuais sobre a comunicação, seu papel social, os embates legais em torno da produção midiática e, em perspectiva ampla, a formação acadêmica em nossa sociedade.
Obra indicada como bibliografia complementar para disciplinas introdutórias que tratem das questões do mercado publicitário, bem como para cursos que contemplem os aspectos socioculturais e históricos da atividade publicitária – nesse aspecto, o interesse da obra contempla professores e estudantes de graduação e pós-graduação, assim como pesquisadores da área de comunicação e profissionais que desempenham atividades relacionadas a publicidade e propaganda.

XI SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA COMUNICAÇÃO

segunda-feira, junho 20th, 2011

16, 17 e 18 de novembro de 2011
Faculdade de Comunicação Social da PUCRS – Porto Alegre/RS

Mídias Locativas e Transmídia:
De que meios estamos falando?

O Seminário Internacional da Comunicação, promovido pelo PPGCOM da Famecos/PUCRS, ocorre a cada dois anos e tem por objetivo congregar a comunidade científica, no domínio da comunicação e das ciências humanas, em busca de intercâmbio informativo e de reflexão partilhada. Entende-se que o saber é um produto de práticas coletivas, recebendo o indivíduo estímulo e condições apropriadas no contato com os seus pares. Em tempos de crise de referenciais, pensar em conjunto significa investir no patrimônio social e valorizar a interatividade.
McLuhan faria cem anos em 2011, e esse fato está gerando homenagens no mundo todo. O XI Seminário Internacional de Comunicação vai participar desse movimento e direcionar seus debates para as grandes questões da obra de McLuhan: as relações do homem com as tecnologias, os efeitos psicológicos das mídias e o tributo que a História para à Ciência. A aceleração das mudanças tecnológicas que o planeta enfrentou na primeira década do século XX foram não só anunciadas por McLuhan, como devidamente criticadas.
O canadense Marshall McLuhan (1911-1980) é um daqueles raros acadêmicos que, além de ultrapassar os muros da universidade com sua produção intelectual, sempre inovadora e interdisciplinar, conseguiu também cunhar expressões utilizadas pelo cidadão comum. A nossa aldeia global não seria a mesma sem McLuhan, até porque foi ele o criador da expressão “aldeia global”. E, ao defender que “o meio é a mensagem”, principiou um debate que continua animado até hoje e não dá amostras de se esvaziar. Podemos concordar ou não com suas ideias, mas não podemos ignorá-las.
Mas entender McLuhan não é tarefa fácil. Numa cena de “Annie Hall” (”Noivo nervoso, noiva neurórica”, 1981), de Woody Allen, Marshall McLuhan, interpretando a si mesmo, afirma para um professor universitário numa fila de cinema que este não entendeu nada de sua obra. O XI Seminário Internacional de Comunicação não pode remediar essa cena, mas talvez possa dar subsídios poderosos para que ela não volte a acontecer, nem no mundo da ficção, nem no mundo real.

Inscrições:
Prazo para envio do resumo: de 16 de junho a 16 de agosto.
Prazo para inscrições sem apresentação de trabalho: de 16 de junho a 5 de novembro.

Informações:
http://www.pucrs.br/famecos/pos/seminariointernacional/ 

Revista Faac: chamada de artigos até 10/07/11

sexta-feira, junho 17th, 2011

O Brasil pós-Lula: cenários e tendências contemporâneas

Revista Faac convida pesquisadores de todas as áreas a colaborarem com textos para o dossiê temático de sua segunda edição. O tema escolhido é O Brasil pós-Lula: cenários e tendências contemporâneas. Independente de juízo de valor sobre os dois governos do presidente Lula, parece axiomático que o país passou por importantes transformações políticas, socioeconômicas e culturais nesse período. Contudo, o cenário que se abre a partir das eleições de 2010 carece de múltiplas interpretações e projeções. De um lado, há indefinição sobre os rumos da economia nacional e seu grau de interdependência com a economia global, sobretudo a partir dos efeitos da crise de 2008-2009. Nesta perspectiva, cumpre refletir sobre o lugar do Brasil no cenário mundial e sua política externa. Por outro lado, há questões internas igualmente complexas que reclamam reflexão. Nesse vasto leque podem ser lembrados alguns dilemas decisivos para o desenvolvimento nacional:
Como funciona efetivamente nossa democracia e que tipo de reformas nos sistemas decisórios podem aperfeiçoá-la?
Quais os alcances e limites dos programas de inclusão social em curso?
A atual regulação da mídia é satisfatória para assegurar o direito à informação?
O planejamento de nossas cidades reclama reformas urbanas parciais ou, diversamente, estamos diante do imperativo de uma autêntica mudança de paradigma?
No plano da cultura, das artes ou do design, quais as tendências e exigências contemporâneas? Nesse contexto desafiador, que tipo de balanço pode ser elaborado sobre as políticas públicas de ciência e tecnologia? Responder, ou pelo menos esboçar explicações a essas e tantas outras questões é tarefa intransferível da academia, afinal o conhecimento é inseparável da vida social. Além do dossiê temático, também podem ser encaminhados artigos, ensaios e resenhas sobre temas livres.

Informações e normas de submissão:

http://www2.faac.unesp.br/revistafaac/index.php/revista

I CONGRESSO INTERNACIONAL PPGCOM-ESPM

sexta-feira, junho 17th, 2011

CHAMADA DE TRABALHOS
I CONGRESSO INTERNACIONAL EM COMUNICAÇÃO E CONSUMO
1º. Encontro de Grupos de Trabalho em Comunicação e Consumo

TEMA: Estéticas midiáticas e narrativas do consumo

Datas: 10 e 11 de outubro de 2011 na ESPM-SP
Promoção: Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM (PPGCOM-ESPM)

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM (PPGCOM-ESPM) convida pesquisadores do campo da comunicação e áreas afins à submissão de trabalhos para o 1º. Encontro de Grupos de Trabalho em Comunicação e Consumo. O Encontro é parte do I Congresso Internacional em Comunicação e Consumo, que se realizará nos dias 10 e 11 de outubro de 2011, no Campus Francisco Gracioso – ESPM-SP (R. Dr. Álvaro Alvim, 123 – Vila Mariana, São Paulo, Capital).
As propostas, contemplando a articulação entre os campos da comunicação e do consumo, podem ser submetidas aos Grupos de Trabalho abaixo relacionados, devendo ser direcionadas aos emails dos respectivos coordenadores, inicialmente no formato de resumo expandido. Aos autores dos resumos aprovados será solicitado o envio do artigo completo para inclusão nos anais digitais do evento (com ISBN), de acordo com o cronograma apresentado a seguir. Serão aceitos textos redigidos em português, inglês ou espanhol. Cada GT contará com dois pareceristas externos, além de um parecerista do PPGCOM-ESPM.
Os resumos expandidos, relacionados à temática do evento e, em especial, aos objetivos e questões de cada Grupo de Trabalho, devem conter o mínimo de 700 e o máximo de 1000 palavras, a serem submetidos até o dia 01 de julho de 2011.

DATAS RELATIVAS AO ENCONTRO DOS GTs:
- Envio de resumos expandidos (700 a 1000 palavras) – até 1/7/11
- Divulgação do resultado da seleção dos resumos expandidos – dia 15/8/11
- Envio dos artigos completos para confecção dos anais – até 12/9/11

FORMATO DO RESUMO EXPANDIDO:
- Enviado em arquivo Word for Windows (modo de compatibilidade);
- Título do artigo em Caixa Alta e negrito, fonte Times New Roman, corpo 12 e espaço simples entre linhas;
- Nome do autor, vinculação institucional e principal formação acadêmica (ATENÇÃO: cada trabalho pode contar com até 3 autores no máximo – colaboradores além deste limite devem ser mencionados em nota de rodapé);
- Email de contato, endereço completo de correspondência e telefone;
- Texto do resumo em Times New Roman, corpo 12 e espaço 1,5 entre linhas.
Estrutura sugerida para elaboração do resumo: Introdução / Objetivos e justificativas / fundamentação teórica e procedimentos metodológicos / principais resultados obtidos e/ou esperados.

IMPORTANTE: o envio do trabalho completo, de acordo com o formato do template disponível a partir do mês de agosto/2011), dentro do prazo estipulado no cronograma, é obrigatório para a inclusão do(s) autor(res) na programação do Encontro e nos Anais do Congresso. Pesquisadores que não apresentarem o trabalho completo serão excluídos da programação dos GTs. A participação no Encontro dos GTs também é condicionada à inscrição no Congresso Internacional em Comunicação e Consumo. Caberá a cada coordenador a verificação da coerência do artigo completo com a proposta aprovada através do resumo expandido. Trabalhos finais em desacordo com o resumo aprovado podem ser excluídos da programação.

GRUPOS DE TRABALHO E CONTATOS DOS COORDENADORES

GT 01: COMUNICAÇÃO, CONSUMO E DIFERENÇA
Coordenadora: Profa. Dra. Tânia Hoff
Email: GT_taniahoff@espm.br

GT 02: COMUNICAÇÃO, CONSUMO E ESTÉTICA
Coordenador: Prof. Dr. João Anzanello Carrascoza
Email: GT_joaocarrascoza@espm.br

GT 03: COMUNICAÇÃO, CONSUMO, ENTRETENIMENTO E CULTURA DIGITAL
Coordenadora: Profa. Dra. Gisela G. S. Castro
Email: GT_giselacastro@espm.br

GT 04: COMUNICAÇÃO, CONSUMO E QUESTÕES GERACIONAIS
Coordenadora: Profa. Dra. Isabel Orofino
Email: GT_isabelorofino@espm.br

GT 05: COMUNICAÇÃO, CONSUMO, GÊNERO E CLASSES
Coordenadora: Profa. Dra. Marcia Tondato
Email: GT_marciatondato@espm.br

GT 06: COMUNICAÇÃO, CONSUMO, IMAGEM E IMAGINÁRIO
Coordenadora: Profa. Dra. Rose de Melo Rocha
Email: GT_roserocha@espm.br

GT 07: COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E CONSUMO
Coordenadora: Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega
Email: GT_mbaccega@espm.br

GT 08: MATERIALIDADES DO CONSUMO, COMUNICAÇÃO E TRABALHO
Coordenador: Prof. Dr. Vander Casaqui
Email: GT_vandercasaqui@espm.br

Pedimos a ampla divulgação desta chamada. As ementas detalhadas dos GTs podem ser consultadas através do endereço: http://ppgcom.espm.br  (opção “Eventos”).

Comissão Organizadora
Prof. Dr. Vander Casaqui (coordenador dos GTs)
Profa. Dra. Rose de Melo Rocha (coordenadora do Congresso) PPGCOM-ESPM