Posts Tagged ‘comunicação e consumo’

Artigo: Profa. Dra. Márcia Tondato

segunda-feira, março 12th, 2012

A recepção da ficção televisiva como espaço de significação e constituição de identidades: nos limites entre o real e o ficcional

A revista Comunicação & Inovação, vinculada à Universidade Municipal São Caetano do Sul, volume 23, no. 23 , julho/dezembro de 2011 publicou o artigo da Profa. Dra. Marcia Perencin Tondato do PPGCOM ESPM no qual a pesquisadora analisa o uso das novas tecnologias pelas receptoras da telenovela “Viver a vida” e o blog “Sonhos de Luciana”.
Resumo
Este artigo traz uma reflexão sobre comunicação, consumo e constituição de identidades no contexto da convergência tecnológica. O objeto empírico é a recepção da telenovela “Viver a Vida” e do blog “Sonhos de Luciana”, entendido como elemento narrativo complementar da telenovela. Considerando este blog como extensão da trama televisiva, estando em constante diálogo com esta embora funcione de forma autônoma, este estudo privilegia a ficção televisiva de sinal aberto para entender as interações tecnológicas que ocorrem na sociedade pensando as relações entre ficção e realidade.

PDF do artigo completo:

http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_comunicacao_inovacao/article/view/1314/1086

Cápsula para consumo N.41

terça-feira, março 6th, 2012
Filme:Seconds(John Frankenheimer-1966)

Filme:Seconds(John Frankenheimer-1966)

A SEGUNDA CHANCE E O PESADELO DO CONSUMO

Vander Casaqui

Eis um filme perturbador. Um thriller que, sob uma perspectiva que nos interessa especialmente, trata da sociedade de consumo, das ofertas de serviços e dos sonhos vinculados à busca humana em meio às mercadorias, materiais e imateriais, que se colocam diante de nós. E do avesso dessa terra prometida, do pesadelo que o desajuste a essa ordem estabelecida pode se tornar.

A narrativa sobre um homem pacato, bem posicionado socialmente e insatisfeito com sua vida, que opta por “renascer”, é uma história de terror psicológico de vigor impressionante. Induzido pelo convite de um amigo e persuadido pela oferta de uma organização sombria, obscura, o personagem principal embarca em uma viagem sem volta. Confrontado com o vazio de sua existência, com a ausência de estímulos e perspectivas de mudanças, vê que não tem muito a perder ao apostar em um recomeço. Outra oportunidade para ser feliz, para viver conforme seus sonhos: o discurso seduz, ecoa em seu imaginário, talvez alimentado pela vida espetacularizada representada na cultura midiática. Ainda relutante, sem saber claramente o que virá a seguir, contrata os serviços que vão simular sua morte, transformar sua aparência e viabilizar sua entrada em uma nova vida, com a promessa de atender aos seus desejos e ter uma segunda chance para ser feliz.

Em meio às reflexões sobre a sociedade de consumo da época, em que as transformações sociais despertam análises que associam a cultura das imagens e os significados das mercadorias ao falseamento, à vertigem, ao engano dos indivíduos, “Seconds” constrói uma alegoria que une as transformações do capitalismo, do consumo e das subjetividades. As possibilidades parecem infinitas ante o poder econômico, os avanços científicos e os sonhos amalgamados nas mercadorias. Quando renasce, o outrora vice-presidente de um banco, que mantém uma relação distante e fria com a esposa, uma existência sem emoções nem sobressaltos, ganha um novo rosto (o do galã hollywoodiano Rock Hudson, brilhante na construção de seu papel), outra profissão, outro estilo de vida. Tornado um pintor de sucesso, instalado em uma praia de Malibu, sozinho no mundo e sem contas a prestar a ninguém, a não ser a si mesmo, como diz um dos funcionários da corporação que promove a transformação, Anthiocus Wilson, ou Tony Wilson, não se ajusta à vida que adquiriu, aos sonhos que foram sonhados e mercadorizados para ele.

Cercado de pessoas que também “renasceram” e funcionários da empresa que buscam controlar suas reações e, simultaneamente, construir um ambiente aparentemente normal de reinserção social, Tony não suporta a pressão. Não consegue se desprender de seus valores, de seu conservadorismo, de sua antiga face, agora oculta pelas cirurgias plásticas que o tornaram irreconhecível. Em sua inquietude, volta à velha casa, fala com sua ex-esposa, agora oficialmente viúva, sobre sua vida anterior, como se fosse a de um amigo que pouco conheceu. Percebe que a volta não é possível. Opta então por solicitar à organização uma nova transformação, agora baseada em suas próprias escolhas. Porém, tarde demais, descobre que a segunda chance seria a única, e que a sua inadequação à gratificação oferecida pela sociedade de consumo seria motivo de punição, em uma perspectiva bem ajustada às teorias de Baudrillard sobre a lógica da gratificação e da repressão, desenvolvidas em sua obra “O Sistema dos Objetos”, da mesma época.

Second "Rock Hudson"

Second "Rock Hudson"

Por meio do filme “Seconds”, podemos pensar sobre as promessas e sonhos de consumo, sobre os desejos tornados mercadorias, sobre as frustrações que nos impulsionam a novas buscas, como discute Wolfgang Fritz Haug em sua “Crítica da estética da mercadoria”. O imperativo da felicidade combinado à exigência da “gestão eficaz de si”, por um lado; e, por outro, as soluções instantâneas que se insinuam ante nossos olhos, indicando caminhos acessíveis a qualquer sujeito que resolva assumir a crença em um sistema que retoricamente se volta à sua satisfação, representam essa encruzilhada em que nos colocamos, destinos sem rumo, vidas ressignificadas pelo mercado.
O paraíso do consumo pode ser o avesso quando confrontado com a realidade cotidiana, com as buscas humanas, com os anseios por verdades que se confundem com novos desejos, igualmente consumíveis. Um cenário de muitos espelhos, em que nos refletimos e vemos nossa imagem distorcida, frente a frente com aquilo que queremos e que nunca alcançamos: a completude humana, enfim.

Juventudes e Gerações no Brasil Contemporâneo

terça-feira, março 6th, 2012

A 1ª edição, recém lançada (2012), do livro “Juventudes e Gerações no Brasil Contemporâneo”, organizado pela Profa. Dra. Lívia Barbosa (ESPM)oferece um panorama interessante e diverso das juventudes brasileiras em três diferentes áreas: mundo digital, estilo de vida e mercado de trabalho e carreiras.

Na primeira parte, encontram-se temas que vão da relação da juventude com a música digital até a discussão sobre a maior facilidade do jovem em lidar com os aspectos tecnológicos da vida cotidiana, passando pela ênfase no aspecto físico dos avatares no mundo da Second Life.

O processo de escolha do veganismo como opção alimentar e suas múltiplas relações com a sociabilidade, o consumo de roupas no universo funk e os seus significados são alguns dos temas que compõem a segunda parte.

A relação entre educação e mercado de trabalho, o significado da carreira e a mobilidade dos jovens na sociedade contemporânea, quando estudar no exterior hoje se torna parte da sua qualificação, são as temáticas que constituem a terceira e última parte do livro.

No capítulo 2 com a temática “Entretenimento e tecnologia” encontra-se o artigo “Screenagers: entretenimento, comunicação e consumo na cultura digital” da Profa. Dra. Gisela  G. S. Castro (PPGOM – ESPM). A autora mapeia as práticas dos chamados screenager (screen: tela; teenager: adolescente), termo utilizado para identificar uma parcela da juventude e um corte geracional, que se caracteriza pelo uso de celulares, consoles de jogos, computadores, tablets e outros dispositivos portáteis, todos possuidores de telas (screen), daí o termo “geração das telas”, no seu cotidiano. A autora nos chama a atenção para o entrecruzamento de lógicas de entretenimento e de consumo que se misturam no contexto dessas práticas e para o processo de construção social do consumidor-interator na contemporaneidade.

O artigo “Juventudes, comunicação e consumo: visibilidade social e práticas narrativas” da Profa. Dra. Rose Maria de Melo Rocha (ESPM) faz parte do capítulo 9 dedicado ao “estilo de vida e participação social”. O artigo tem por objetivo mapear analiticamente as interfaces estabelecidas entre as culturas juvenis e as culturas do consumo, particularmente em sua base midiática. Interessa à autora problematizar duas categorias de representações: as representações midiáticas hegemônicas, veiculadas massivamente sobre os jovens; e as representações midiáticas não massivas, produzidas pelos jovens. A partir de uma análise antropocomunicacional dessas narrativas e midialidades a autora aborda os modos juvenis de ser e estar no mundo permeados pelo consumo e diretamente relacionados às estruturas comunicacionais do social.

Mais informações:Imagem_livro_juventudes

http://www.editorasulina.com.br/img/sumarios/566.pdf

III Pró-Pesq PP: maio de 2012 na ECA (USP)

terça-feira, março 6th, 2012

Entre os dias 24 e 25 de maio de 2012 será realizado o III Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

A Profa. Dra Tânia Hoff e os Prof. Drs. João Anzanello Carrascoza e Vander Casaqui do PPGCOM ESPM apresentarão seus trabalhos de pesquisa da área de comunicação e publicidade.

O evento, além de marcar a consolidação da Associação Brasileira de Pesquisadores em Publicidade (ABP2), será parte das celebrações dos 40 anos do PPGCOM/USP.

Cronograma dos trabalhos:- Início do recebimento dos trabalhos a partir de 15 de março de 2012.
- Último dia para envio de trabalho completos em formato templete doc. ou docx até 15 de abril de 2012 para avaliação;
- Divulgação dos trabalhos aceitos em 30 de abril de 2012.
- Inscrições prévias até 20 de maio de 2012. Não haverá inscrições no local.

 

O site do evento está em processo de atualização www.eca.usp.br/propesq e até o dia 15/03/2012 estará no ar com as informações atuais. A partir desta data todos encontrarão informações sobre a inscrição no evento, formas de envio do trabalho e como associar-se a ABP2.

Programação geral do evento:

24 de Maio de 2012

8h Credenciamento

9h Abertura – Sala da Congregação da ECA

9h30 Conferência Internacional: PUBLICIDADE PERFORMATICA: a ubiqüidade da comunicação digital e auto-representação do sujeito
Prof. Dr. Massimo Canevacci (Universidade La Sapienza de Roma, Itália)
Mediação: Profa. Dra. Clotilde Perez (USP)

11h Cofee break

11h15 A pesquisa em publicidade: realizações e perspectivas I
Sala da Congregação da ECA
Mediação: Prof. Dr. Goiamérico Felício Carneiro dos Santos (UFG)

Diálogos entre antropologia e publicidade
Prof. Dr. Everardo Rocha (PUC-RJ) e Profa. Dra. Cláudia Pereira (PUC-RJ)
A persuasão total: pragmática e subjetividade na Ciberpublicidade.
Prof. Dr. Guillerme Nery Atem (UFF-RJ)
A regulação e a comunicação no caso da comunicação de cervejas junto ao público adolescente: problemáticas.
Prof. Dr. Eneus Trindade (USP)
Epistemologia da Comunicação e institucionalização do campo: o PPGCOM-USP e a linha de pesquisa Consumo e Usos Midiáticos nas Práticas Sociais.
Profa. Dra. Maria Immacolata Vassalo de Lopes (USP)
Em busca da razão sensível: emoções fortes e desejos nos embalos do consumo.
Prof. Dr. Goiamérico Felicio Carneiro dos Santos (UFG)

12h 30 Almoço

14h Mesa redonda – A pesquisa em Publicidade: realizações e perspectivas II
Sala da Congregação da ECA
Mediação: Profa. Dra. Maria Berenice Costa Machado (UFRGS)

História da propaganda e da Publicidade em Belém do Pará.
Prof. Dr.Luiz Cezar Silva dos Santos (UFPA)
Marcas do tempo na publicidade.
Profa. Dra. Maria Berenice Costa Machado (UFRGS)
A construção publicitária da brasilidade.
Prof. Dr. Aryovaldo de Castro Azevedo Junior (UFRN)
Intervenções decisivas da comunicação nas eleições do Brasil republicano: antecedentes históricos, a força do marketing “word mouth” (boca a boca), dos jingles eleitorais e das candidaturas caricatas.
Prof. Dr. Adolpho Queiroz (Universidade Mackenzie)
Os imaginários de consumo nos auto-anúncios das agências de propaganda no Brasil dos anos 1950.
Prof. Dr. João Anzanello Carrascoza (ESPM e USP) e Profa. Dra. Tania Hoff (ESPM)
Estética da crise do trabalho publicitário: um olhar diacrônico para os discursos autorreferenciais dos Anuários do Clube de Criação de São Paulo.
Prof. Dr. Vander Casaqui (ESPM)

15h30 Coffee Break

16h00 A pesquisa em Publicidade: realizações e perspectivas III
Sala 3 – Auditório CRP/ECA/USP
Mediação: Sergio Bairon (USP)

Expressões culturais na publicidade chilena.
Profa. Dra. Paulina Gómez (PUCChile)
Promocionalidade televisual: papel da emissora afiliada (o caso da RBS TV).
Prof. Dra. Maria Lília Dias de Castro (UFSM-RS)
Arte y publicidad unidos en la cultura mainstream.
Prof. Dr. Pedro Hellín (UM, Murcia, Espanha)
Universo de sentido da nova classe média brasileira: semânticas recorrentes nas relações de consumo.
Prof. Dr. Sergio Bairon (ECA-USP) e Profa. Dra. Clotilde Perez (ECA – USP)

17h30 Reunião da ABP2
Sala da Congregação da ECA

18h30 Encerramento
Sala da Congregação da ECA

20h30 Programação Cultural
Lançamento do livro “Propaganda, Identidade e Discurso: brasilidades midiáticas” do Prof. Dr. Eneus Trindade e homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga.
Local: a definir.

25 de maio de 2012Salas do CRP/ECA/USP – Prédio 3

 

9 h às 10h30 Apresentação dos trabalhos: GTs.

10h30 Coffee break

11h00 às 12h30 Apresentação dos trabalhos: GTs

12h30 às 14h Almoço

14h às 15h30 Apresentação dos trabalhos: GTs

15h30 Coffee break

15h45h às 17h Apresentação dos trabalhos: GTs

17h A pesquisa em Publicidade: realizações e perspectivas IV
Sala 3 – Auditório CRP/ECA/USP
Mediação: Profa. Dra. Clotilde Perez e Leandro Leonardo Batista (USP)

As marcas e as crianças: que relação?
Profa. Dra. Ana Corte-Real (UCP, Portugal) e Prof. Dr. Paulo Lencastre (UCP, Portugal)
Storytelling e marca.
Prof. Dr. Jean Charles Zozzoli (UFAL e CELSA,Sorbonne, França)
Paradigma Atual do Planejamento da Criação Publicitária.
Prof. Dr.Dirceu Tavares Carvalho de Lima Filho (UFPE)
A criatividade em processos de criação de publicidade de utilidade pública.
Prof. Dr. Asbúbral Borges Sobrinho (UNB)
Sensation Seeking: motoboys e campanhas de segurança.
Prof. Dr.Leandro Leonoardo Batista (ECA – USP)
Pesquisa de tendências de comportamento e consumo: Signos do Nordeste.
Profa. Dra. Clotilde Perez (USP)

19h Encerramento: Prof. Dr. Eneus Trindade (Presidente da ABP2)